Como a síndrome do nódulo sinusal causa fibrilação atrial?

quarta-feira, 22/fev/2017

A doença do nó sinusal, conhecida entre os especialistas de cardiologia pela sigla DNS ou disfunção do nó sinusal, é caracterizada quando há a presença de ritmos cardíacos irregulares ou insuficientes no nó sinusal do paciente. Se não tratada devidamente, essa enfermidade pode evoluir para uma fibrilação atrial (FA), uma arritmia cardíaca séria, que pode levar ao AVC (acidente vascular cerebral) e outros problemas graves.

O nó sinusal é considerado o marca-passo natural do corpo humano e trata-se de um tecido cardíaco localizado no átrio direito, responsável por gerar os impulsos reguladores dos batimentos cardíacos.

doença do nó sinusal

Qual a relação entre a DNS e a fibrilação atrial?

A disfunção dessa estrutura pode ser causada por diversos fatores, bem como ser idiopática (não possuir uma causa conhecida). Algumas das doenças que podem causar a doença do nó sinusal são aquelas que geram inflamação, cicatrizes ou danos ao tecido cardíaco.

A DNS pode provocar um batimento muito lento (bradicardia) ou com falhas, quando a estrutura para de mandar os impulsos para haver a contração do átrio.

No entanto, em outras situações, os impulsos podem ser acelerados, gerando uma taquicardia atrial ou uma fibrilação atrial. O principal risco da evolução para esse tipo de arritmia cardíaca, que é considerada grave, se deve à formação de coágulos que ela promove.

Esses coágulos provenientes da FA, caso consigam se desprender e caiam na corrente sanguínea do paciente, podem causar diversas obstruções em vasos e veias, podendo levar a pessoa a problemas fatais, como o AVC, tromboses, entre outros.

Por isso, sempre que uma pessoa é diagnosticada com a doença do nó sinusal, é imprescindível buscar uma avaliação com um especialista que lida diretamente com arritmias cardíacas, como a fibrilação atrial, para averiguar se não há riscos de desenvolver o problema ou, caso exista essa possibilidade, realizar o acompanhamento ou o tratamento de fibrilação atrial conforme cada caso.

Ficou Interessado?

Agende Uma Consulta

Hospitais Credenciados