Fibrilação atrial – Quando procurar um especialista?

quarta-feira, 15/mar/2017

O coração é uma bomba muscular responsável por proporcionar sangue ao resto do corpo. Quando esse órgão bate de forma anormal, não é possível realizar a função de bombeio com sucesso.

A fibrilação atrial afeta muitas pessoas ao redor do mundo. Esta afecção é recorrente em pessoas com idade avançada, porém é cada dia maior o número de  jovens afetados pela doença.

Embora muitas pessoas acreditem que uma certa arritmia é normal que aconteça em algumas situações, é fundamental pedir auxílio médico quando necessário.

Atenção: quanto antes você souber o que está acontecendo com o seu organismo, maiores são as chances de superar o problema. Por isso, é indispensável saber “ouvir os recados” que o seu corpo oferece. Mas quais são estes avisos?

Fique por dentro do que é e quais são os sintomas da fibrilação atrial. Isso ajudará você a perceber quando é hora de procurar um cardiologista.

O que é a fibrilação atrial?

Fibrilação atrial - Quando procurar um especialista?

Os batimentos do coração são controlados por sinais elétricas, conhecidas como impulso. Estes viajam do coração fazendo que aconteçam as contrações e como consequência, que ocorra o bombeio do sangue para o organismo.

Os sinais elétricos viajam desde as aurículas, cavidades superiores do coração, até os ventrículos (cavidades inferiores do órgão). Isto acontece graças ao nódulo auriculoventricular. A função primordial desta estrutura é o bombeio do sangue no sentido das aurículas rumo aos ventrículos.

A fibrilação atrial ocorre quando sinais elétricos nas aurículas ficam desorganizadas, sobrecarregando a frequência e o ritmo do coração. Isto causa contrações irregulares, também conhecida como fibrilação.

Sintomas da fibrilação atrial

Os principais sintomas da fibrilação atrial são:

  • Dor no peito ou desconforto local;
  • Desmaios ou tonturas;
  • Dificuldade para respirar;
  • Palpitações (coração bate mais rápido ou de forma irregular);
  • Fraqueza;
  • Fadiga regular;

Muitas pessoas com fibrilação atrial possuem somente sintomas leves ou não apresentam nenhum tipo de sintoma.

Embora os sintomas descritos acima sejam descritos de maneira recorrente por pacientes que padecem deste problema, eles podem ocorrer em outros casos. Por isso é preciso consultar um médico e ficar atento às reações do seu corpo.

Como pode perceber, é possível confundir a fibrilação atrial com outros tipos de afecções quando não se conta com o auxílio médico. Agora que já sabe o que é a fibrilação atrial e os principais sintomas ligados a ela, você já pode detectar quando a consulta com o especialista se faz necessária.

Hospitais Credenciados