Tratamentos para Fibrilação Atrial

Existem diversos tipo de tratamentos para fibrilação atrial. Caracterizada como uma arritmia cardíaca na qual a frequência dos batimentos apresenta irregularidades, batendo muito mais aceleradamente do que o normal, a fibrilação atrial é uma condição clínica muito séria.

Apesar de, na maioria dos casos, apresentar sintomas, como fadiga, vertigem, falta de ar, desmaios, entre outros, a fibrilação atrial pode ser assintomática. Independentemente de apresentar indícios ou não, ela é uma condição cardíaca séria e precisa do tratamento ideal.

Principais tratamentos para fibrilação atrial

Para considerar que um determinado tratamento é o ideal para o caso, existem diversos fatores que o especialista deverá considerar, como:

  • Casos de doenças cardíacas prévias;
  • Restrições ou intolerância a determinados medicamentos ou substâncias;
  • A gravidade da arritmia cardíaca;
  • O tipo de fibrilação atrial;
  • A existência de doenças crônicas, entre outros.

Apenas após analisar todos esses fatores o cardiologista ou arritmologista irá recomendar a conduta ideal. Os tratamentos para a fibrilação atrial mais comumente indicados por especialistas são:

tratamentos para fibrilação atrial

Ablação cardíaca por cateter

Com o intuito de eliminar a presença de rotas elétricas anormais no tecido cardíaco do paciente, o procedimento de ablação por meio de cateteres permite um controle maior sobre a arritmia cardíaca do que se comparado ao tratamento com medicações.

Tratamento por medicamento

O cardiologista pode prescrever medicamentos específicos para o paciente. Eles poderão ser utilizados com dois objetivos principais: controlar a frequência cardíaca e evitar que a arritmia persista.

Ablação cirúrgica

A cirurgia de ablação é um procedimento minimamente invasivo, mas que também pode ser realizado por meio da técnica de peito aberto, quando associada a outro procedimento cardíaco. Durante a ablação cirúrgica são realizadas lesões que previnem os circuitos elétricos causadores da fibrilação atrial.

Cardioversão elétrica

Durante esse procedimento, é aplicado um leve choque elétrico no coração do paciente, Sempre utilizando anestesia e sedação para conforto máximo do paciente. Objetivo principal é o de restabelecer a frequência cardíaca a um nível considerado saudável, de acordo com cada caso.

Uso de marca-passos e desfibriladores

Podem ser utilizados marca-passos para os casos em que a fibrilação atrial é causada pela frequência muito baixa do ritmo cardíaco. Dessa forma, os pacientes se beneficiam da estimulação que o aparelho promove, permitindo melhor qualidade de vida e o controle da arritmia cardíaca, com o auxílio de medicações.

Medicamentos anticoagulantes

Bastante orientado como um tratamento paliativo e complementar aos demais, os especialistas prescrevem medicamentos anticoagulantes com o intuito de impedir que se formem coágulos no coração devido à fibrilação atrial.

Ficou com alguma dúvida ou gostaria de agendar uma avaliação médica com os especialistas do Instituto de Fibrilação Atrial (IFA)? Então entre em contato conosco.

Hospitais Credenciados