Implantação de marcapasso

Preencha o formulário para agendar uma consulta




Já realizou algum tratamento?

 Sim Não

Para evitar mensagens automáticas, confirme abaixo que você não é um robô:


Saiba mais sobre Implantação de marcapasso

O marcapasso é um dispositivo eletrônico composto por duas partes principais. São elas:

  • O gerador: responsável por manter o funcionamento do equipamento, a pilha do marcapasso, e
  • O eletrodo: um fio interligado ao coração do paciente, responsável por enviar os impulsos gerados pelo marcapasso.

O equipamento produz impulsos que, por meio da comunicação com o coração, promovem a contração cardíaca e o batimento. Dessa forma o sangue é bombeado para o restante do corpo do paciente de forma normal.

A implantação de um marcapasso é recomendada por especialistas nos casos em que o coração apresenta lentidão, gerando uma insuficiência na distribuição e bombeamento sanguíneo para o corpo, acarretando em problemas, como desmaios, fadiga, tontura, falta de ar, entre outros.

Essa insuficiência pode ser causada por diversas arritmias cardíacas, sendo a fibrilação atrial uma das mais comumente diagnosticada por especialistas, tanto em consultas quanto em exames físicos ou eletrocardiogramas. A fibrilação atrial consiste no batimento irregular das câmaras superiores do coração, chamadas de átrios, promovendo a disfunção no bombeamento sanguíneo para as outras partes do corpo do paciente acometido pela arritmia.

Às vezes a fibrilação atrial se instala, pois o ritmo cardíaco está tão lento que permite o nascimento daquela e de outras arritmias. Nesses casos indica-se a implantação de marcapasso.

implante de marcapasso

Como é realizado o implante do marcapasso?

O procedimento de implantação de marcapasso é realizado sob a pele do paciente, na região do tórax, próximo ao ombro.

O eletrodo, que sai do gerador e faz a comunicação do dispositivo com o coração do paciente, reproduzindo os impulsos elétricos, é introduzido por meio de uma veia até alcançar o coração, ficando em contato direto com o músculo cardíaco, responsável pelas contrações.

A implantação do marcapasso é uma técnica bastante simples, bem menos invasiva do que muitos outros procedimentos cardíacos. Na maioria dos casos é utilizada a analgesia local, não exigindo assim um período longo de recuperação para o efeito anestésico passar. No entanto, é necessária a internação hospitalar e leva cerca de dois dias para o paciente receber a liberação do especialista.

A retirada dos pontos é feita entre 7 a 10 dias após o procedimento ou a critério do especialista responsável. E, apesar de ser tranquilo, o pós-operatório do implante de marcapasso exige cuidados especiais, como realizar repouso e evitar esforços intensos, principalmente com o braço do lado em que o dispositivo fora implantado.

É necessário que o marcapasso seja avaliado periodicamente, no entanto a periodicidade ideal pode variar de um caso para outro e apenas o especialista que acompanha o caso poderá orientá-la de maneira individual e personalizada a cada equipamento e paciente.

Agendar uma consulta

Hospitais Credenciados