O que é um ressincronizador cardíaco?

quinta-feira, 9/fev/2017

O ressincronizador cardíaco é um tipo de marcapasso muito indicado pelos especialistas para casos de ICC – insuficiência cardíaca congestiva, uma condição que pode ser causada por arritmias cardíacas. A associação com a fibrilação atrial é uma das mais comumente diagnosticadas.

Nos corações saudáveis, o ventrículo esquerdo é responsável por bombear o sangue para o cérebro, rins, vísceras abdominais, entre outros. Quando ele aumenta de tamanho (cardiomegalia) a sua função contrátil fica prejudicada. Nessa situação qualquer alteração na forma desse musculo se contrair pode fazer grande diferença;

Em pacientes com ICC e bloqueio do ramo esquerdo do Feixe de His não só o coração contrai de forma mais fraca, mas também desorganizado (“dissincronizado”). Ele contrai mais lento em determinadas regiões, e isso faz com que o sangue não seja bombeado de forma eficaz.

O que é um ressincronizador cardíaco

Essa situação pode levar a diversas consequências, tais como:

  • Falta de ar;
  • Tosse seca;
  • Inchaços nas pernas;
  • Aumento de peso;
  • Taquicardia;
  • Fadiga;
  • Aumento da frequência urinária, entre outras.

Contudo, com o auxílio de um ressincronizador cardíaco, essa condição é controlada.

Como funciona o ressincronizador cardíaco?

O ressincronizador cardíaco é eficiente para o controle da insuficiência cardíaca, visto que, por meio de impulsos elétricos, ele mantém a sincronia entre o bombeamento sanguíneo dentro do ventrículo esquerdo. Isso acontece evitando uma arritmia e as consequências que pode trazer ao paciente acometido por ela.

O aparelho, que é implantado no paciente de forma semelhante a um marcapasso possui minúsculos fios, que são implantados por meio de uma veia até o ventrículo direito, pelos quais controlam os batimentos do ventrículo direito e esquerdo, permitindo a sincronia da contração.

Por meio de pequenos impulsos elétricos que o aparelho emite para os fios, ele faz com que ambas as câmaras inferiores do coração (ventrículos) batam de maneira sincronizada, melhorando a capacidade de bombeamento sanguíneo para o restante do corpo, evitando os sintomas e complicações mencionados anteriormente.

Quando o ressincronizador cardíaco é indicado?

O ressincronizador cardíaco pode melhorar os sintomas da insuficiência cardíaca em mais de 50% dos casos de pessoas que já realizam uma terapia medicamentosa, mas continuam a apresentar indícios do problema.

Para ser um candidato à utilização de um ressincronizador cardíaco o paciente precisa apresentar condições favoráveis à implantação do aparelho, como já ter realizado algum tipo de tratamento com medicamento, mas sem resultado efetivo ou ter alguma restrição ou intolerância à medicação prescrita pelo especialista.

Os especialistas passam a indicar a implantação do ressincronizador cardíaco, em pacientes portadores de insuficiência cardíaca refratária ao tratamento com medicações e bloqueio de ramo (que cause dissincronia). Dessa forma, é possível afirmar que a utilização de ressincronizador cardíaco melhora a qualidade de vida do paciente.

Ficou Interessado?

Agende Uma Consulta

Hospitais Credenciados