Quando é indicado o looper implantável?

quinta-feira, 19/jan/2017

O looper implantável é um dispositivo que serve para o monitoramento eletrocardiográfico de pacientes que apresentam episódios recorrentes de palpitações ou síncopes sem uma causa aparente. É utilizado para monitorar os pacientes a longo prazo, a fim de identificar o risco de desenvolver fibrilação atrial, bem como evitar episódios recorrentes de infarto.

O looper consiste em um equipamento metálico, implantado na camada subcutânea do paciente e capaz de armazenar as informações do ritmo cardíaco, automaticamente, sempre que ocorre alguma arritmia. É muito eficiente para casos de sintomas pouco frequentes, como pessoas que apresentam ocorrência de síncope com frequência que escapa à monitorização não invasiva (por exemplo, sintomas Trimestrais ou semestrais).

Quando é indicado o looper implantável?

Em quais casos o looper implantável é indicado?

Nos casos nos quais os pacientes apresentam episódios de arritmia cardíaca ou outras ocorrências relacionadas à função cardíaca muito espaçados, como uma vez a cada três meses, por exemplo, o diagnóstico da causa da alteração do batimento cardíaco é prejudicado, devido não ocorrer durante a realização dos exames.

Dessa forma, a utilização do equipamento de looper implantável é indicada, principalmente, nos seguintes casos:

  • Pacientes com síncopes: a síncope é definida por uma perda de consciência transitória devido à hipoperfusão (baixo nível de irrigação sanguínea) cerebral. Muitas vezes, é causada por alterações na frequência cardíaca. Quando o paciente apresenta episódios raros de síncope, existe mudança do padrão ou frequência e a explicação da causa não é clara, o uso do looper implantável pode auxiliar no diagnóstico;
  • Pacientes com Acidente vascular cerebral sem causa aparente (AVC criptogênico): Nestes pacientes a presença de fibrilação atrial pode mudar a forma de tratar e prevenir novos episódios.
  • O looper pode ajudar a detectar os pacientes em risco de desenvolver fibrilação atrial: a fibrilação atrial é uma condição na qual o ritmo de batimento das câmaras superiores do coração (átrios) apresenta alteração, batendo mais rápido do que o normal. Essa situação favorece o surgimento de coágulos na região, que podem causar diversas complicações, caso caiam na corrente sanguínea, como um AVC, por exemplo. O looper implantável ajuda a fornecer informações em casos de pacientes que têm risco de desenvolver essa condição, visto que registra as alterações do ritmo cardíaco.

Contudo, apenas um especialista poderá confirmar se, para o caso da arritmia cardíaca apresentado pelo paciente, seja ela uma fibrilação atrial ou não, é indicado o uso de looper implantável ou outra conduta.

Ficou Interessado?

Agende Uma Consulta

Hospitais Credenciados